Nutrição Funcional

Os 5 Princípios

| Individualidade Bioquímica |
Cada ser humano é único, então o tratamento nutricional deve ser individualizado, considerando as características pessoais, genéticas e bioquímicas de cada indivíduo.
Inter-relações em teia de fatores fisiológicos |
Para avaliar o indivíduo de maneira completa e individualizada, a nutrição funcional utiliza uma ferramenta prática e inovadora: a teia de interconexões metabólicas, que permite identificar pontos positivos e negativos (e a inter-relação entre eles) do paciente para direcionar a melhor conduta nutricional para suas queixas e necessidades.
Equilíbrio Nutricional e Biodisponibilidade de Nutrientes |
Neste ponto, são consideradas as necessidades nutricionais (de vitaminas, minerais, proteínas, carboidratos e gorduras) do indivíduo, avaliando o equilíbrio da dieta e a biodisponibilidade dos nutrientes, que é o quanto conseguimos efetivamente absorver e utilizar dos nutrientes que ingerimos por meio da alimentação.       
Tratamento individualizado, centrado no indivíduo |
O paciente é um organismo vivo complexo que interage com o meio ambiente, com seu histórico pessoal e familiar, seu próprio estilo de vida que inclui particularidades socioeconômicas, emocionais, culturais e alimentares. Todos estes fatores impactam sobre a interação entre seus diversos sistemas orgânicos, determinando sua qualidade de vida. Portanto, o tratamento nutricional funcional é centrado no paciente, e não simplesmente na presença de doenças.   
Saúde como Vitalidade Positiva |
Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), ter saúde é muito mais do que simplesmente não ter nenhuma doença: é o perfeito estado de bem-estar físico, mental e social. Então, para alcançar a saúde de forma plena, ou seja, com vitalidade positiva, devemos equilibrar de maneira positiva o organismo e suas funções.

Estes conceitos nos permitem entender a imensidão desse mundo que é a nutrição funcional que estuda o alimento e o indivíduo como um todo. Conhecendo mais sobre essa área deixamos nossa alimentação mais equilibrada e nosso organismo responde de forma mais positiva.

A avaliação completa do paciente, tendo como base os princípios da nutrição funcional e a aplicação da teia das inter-relações metabólicas, resulta em um plano alimentar personalizado, resgatando hábitos saudáveis com alimentos ricos em nutrientes e compostos ativos que são essenciais para o funcionamento e equilíbrio das funções do organismo, proporcionando a saúde como vitalidade positiva.

Fonte: https://www.vponline.com.br/portal/noticia/38/desvendando-a-nutricao-funcional

Nutrir nossas células

A nutrição clínica funcional tem como propósito avaliar a interação do organismo com o alimento e o processo da nutrição.

É preciso nutrir o organismo adequadamente em quantidade e qualidade, afim de que ele receba todos os nutrientes essenciais ao seu bom funcionamento e ainda garantir que estes alimentos sejam bem digeridos, absorvidos e utilizados. Este processo é fundamental para determinar o melhor estado físico, mental e emocional.

Somos formados por cerca de 100 trilhões de células e renovamos 50 milhões destas diariamente. Estas células são formadas exclusivamente por nutrientes e fitoquímicos. Os nutrientes e fitoquímicos que são fornecidos pela nossa alimentação diária são a matéria-prima que fornecemos para a renovação celular que irá determinar o resultado funcional do novo tecido que teremos.

Os nutrientes e fitoquímicos dos alimentos executam funções específicas no nosso organismo e, conhecendo esses processos podemos detectar os desequilíbrios funcionais. Esses desequilíbrios funcionais são alterações das funções orgânicas normais, causadas por carências nutricionais e sobrecarga do sistema imunológico, além de ser causada pela diminuição da capacidade do organismo em eliminar toxinas. Esses desequilíbrios funcionais podem desencadear distúrbios que nos afetam física, mental e emocionalmente.

Os distúrbios funcionais se manifestam por meio de: enxaqueca, insônia, depressão, hiperatividade, distúrbios de concentração e aprendizagem, alterações de humor, ansiedade, compulsões, irritabilidade, problemas gastrointestinais, rinites, sinusites, dores musculares e articulares, fadigas inexplicáveis, dermatites, doenças auto-imunes, obesidade, entre outras.

A Nutrição Funcional possibilita tratar efetivamente as causas desses distúrbios, restabelecendo o equilíbrio orgânico e prevenindo novos problemas.

 

Fonte: www.vponline.com.br

Butantã: Av. Ministro Laudo Ferreira de Camargo, 388 - sala 10. Jardim Peri-peri - Butantã. São Paulo/SP

contato@daniellabarbosa.com.br|Tel/WhatsApp: (11) 94000-1272